Caldo de ossos (Bone Broth)

O caldo de ossos é uma “supercomida” do antigamente, uma herança gastronómica quase esquecida, que está de novo a chamar à atenção de muitas pessoas ligadas á saúde e nutrição.
Aqui fica uma pequena descrição do que é bem como uma sugestão de uma receita básica

Conteúdo da receita

O que é o Caldo de Ossos

Quando cozinhamos ossos ricos em colagénio e sais minerais, num meio ligeiramente ácido e durante algumas horas, obtemos um caldo rico em compostos derivados de proteínas, os nossos blocos constituintes em formas de rápida absorção (como: arginina, glicina, prolina, glucosaminas e gelatina em forma de colagénio), que têm efeitos tranquilizadores e anti-inflamatórios, para o nosso organismo. Todos estes compostos existem no nosso colagénio (tecido que une as nossas células). São meios concentrados em proteínas e enzimas, ajudam no processo digestivo, na cura dos intestinos e recuperação de todos os processos inflamatórios, recuperações pós-parto, cicatrização, cirurgias e traumas.

Mais ainda é rico em cálcio, magnésio, potássio, cobre, selénio, magnésio, zinco e mais ainda.

Ingredientes

  • Ossos (crus ou cozinhados) e cartilagem (eu prefiro patas de galinha)
  • Colher de sopa de vinagre
  • Legumes ou restos de legumes (pontas de cenoura, talos, cebolas, alho, etc)
  • Sal e pimenta preta
  • Hortelã, alecrim (opcional)

Confeção

  1. Colocar todos os ingredientes numa panela de pressão ou tacho grande e juntar água fria até cobrir
  2. Colocar a tampa até ferver e depois reduzir o lume para o mínimo e deixe continuar a cozinhar tapado, por cerca 6h. Com  panela de pressão o tempo é menor, mas deixem sempre a panela no mínimo.
  3. À medida que o caldo coze, pode ser necessário retirar a espuma e impurezas que ficam à superfície, com a ajuda de uma colher de sopa
  4. A meio do tempo podem-se rectificar os temperos
  5. No final, coa-se o líquido com ajuda de um passador e descartam-se os sólidos e deixa-se repousar até temperatura ambiente
  6.  Podem separar a gordura ao de cima e reservar num frasco fechado, para usar noutros cozinhados
  7. Guardar o caldo em frascos de vidro, no frigorífico, até 5 dias ou podem congelar em porções para irem usando

Sugestões e dicas

  • Os caldos podem ser diluídos ao reaquecer, se estiverem muito fortes, ou então, podem ser usados noutros preparados, como bolonhesas de carne, cozer legumes, fazer sopas, etc.
  • Use o caldo para fazer uma refeição, adicionando uns ovos cozidos ou escalfados, restos de frango ou carne e legumes
  • Guardar no congelador o resto dos ossos das refeições e aparas de legumes até terem quantidade para fazer um caldo
  • Alguns talhos dão de borla estes ossos
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe uma resposta