DOENÇAS INTESTINAIS

As doenças do tubo digestivo ou gastrointestinais são das preocupações mais comuns e que levam um número crescente de pessoas a procurar ajuda. Têm níveis de gravidade e causas diferenciadas.  Sendo os vários sintomas comuns a muitas doenças intestinais, é crucial saber diferencia-las antes de se iniciar qualquer tratamento. E nenhuma queixa do trato gastrointestinal deve ser ignorada.

As principais queixas são as cólicas, dificuldade de evacuar e diarreia ou sangue nas fezes. Podem estar associadas a desconfortos digestivos como azia, distensão abdominal, refluxo esofágico, enjoos,  náuseas, entre outros.

Independentemente da terapêutica definida pelo especialista de gastroenterologia, esta deverá sempre ser integrada com um plano alimentar ou dieta indicada para cada caso e patologia específica.

A Síndrome do Cólon Irritável e as doenças inflamatórias como Doença de Crohn, Colite Ulcerosa, Úlceras do Duodeno, Diverticulite, Infeção por Helicobacter Pylori, etc., são agravadas em larga escala por maus hábitos alimentares e estilos de vida, incluindo o stress.

A baixa imunidade pode inclusive ser causada ou agravada por problemas digestivos e intestinais.

Para quem se destina

Pessoas com sintomas de problemas do trato gastrointestinal que pretendem obter ajuda no controle das mesmas, através da otimização dos seus estilos de vida, principalmente alimentares. 

Desconfortos digestivos: refluxo esofágico, azia, distensão abdominal, cólicas, aerofagia, vómitos e enjoos pós prandiais

Doenças inflamatórias do intestino: Doença de Crohn e Colite Ulcerosa

Outras: Síndrome do Cólon Irritável, gastrites, úlceras do duodeno, divertículos, infeção por helicobacter pylori

A consulta

  • É feita uma avaliação inicial e interpretado, de forma exaustiva, todo o historial clínico, análises e exames, medicação, estilos de vida e composição corporal
  • É feita a cronologia do aparecimento e evolução da doença, identificam-se os gatilhos e fatores perpetuadores dos sintomas e crises.
  • São indicadas as estratégias alimentares a adotar, que pode passar por dieta de eliminação, dieta baixa em FODMAP´s,

O que está incluído

  • Ferramentas de acompanhamento e monitorização da evolução da doença, como o registo dos sintomas e intensidade das crises
  • Painel de análises/exames específicos a serem efectuados para monitorização da evolução e quantificação das respostas ao plano inicial
  • Plano em PDF com todos os dados recolhidos na consulta e com as orientações propostas detalhadas, incluindo plano alimentar, alimentos a eliminar, alimentos funcionais e suplementos (se necessário)
  • Shopping List em PDF, dicas diversas e sugestão de receitas
  • É definido um dia por semana em que é feito um ponto de situação e esclarecimento de dúvidas até à consulta seguinte
  • Esclarecimento de dúvidas pontuais via WhatsApp, email ou messenger durante o tempo de acompanhamento activo

Duração | Acompanhamento

Dependendo de cada caso, o acompanhamento é feito com consultas entre 1 a 3 meses, após realização de análises/exames específicos.

De acordo com a periodicidade estabelecida em consulta, os pacientes deverão enviar regularmente o resumo da evolução, de acordo com as instruções solicitadas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Share on telegram